Planejamento de marketing, o que não pode faltar?

Fazer o planejamento de marketing certo pode ser a solução encontrada por muitas empresas para a resolução de problemas financeiros. Isso porque saber planejar suas estratégias da forma adequada faz com que seus processos sejam concretizados com a opção da compra e assim, não acabe no processo da divulgação, o que muitas vezes acontece quando ela não é bem elaborada.

Um dos principais problemas presente no planejamento do marketing é o dele pular etapas. As empresas, algumas vezes, devido aos graves problemas que vem acontecendo com relação às vendas, acabam querendo encontrar resultados rápidos para problemas que deveriam ser resolvidos em longo prazo e não imediatamente. E é justamente nesta tentativa de ir direto para a parte da venda, que a instituição perde clientes ou faz com que eles efetivem apenas uma compra e parem por aí, sem passar a fidelizar seus serviços neste mesmo local.

marketing-digital

Leia também: Como usar o marketing de conteúdo para conseguir clientes?

Quais são as etapas do planejamento de marketing?

O planejamento de marketing divide-se em diversas etapas e uma das iniciais se encontra na análise do mercado. Isso porque é necessário entender o público com que se quer trabalhar, para então perceber que, conhecendo-o, fica mais fácil para a instituição vender o produto certo e não algo que o mercado já está saturado, devido à grande concorrência. Nesta etapa do planejamento inclui-se a questão do conhecimento dos clientes, já que sem este conhecimento, não será possível conquistar o público através da propaganda do produto.

Estabelecer cronogramas com datas inseridas também é fundamental, uma vez que com este procedimento é possível criar-se metas, que serão cumpridas de acordo com as ações escolhidas. Com o cronograma, nenhuma etapa ficará fora do que se espera ou se deseja alcançar. Se existem três meses para dobrar o número de acessos em um site, por exemplo, os profissionais responsáveis pelo local poderão ter um planejamento do marketing de conteúdo, de forma que ele não seja todo inserido em apenas uma semana e sim que sua sequência seja publicada de acordo com os três meses disponíveis.

Rotina de publicações

As ações feitas a partir deste cronograma devem ser cumpridas rigorosamente dentro dos combinados ou então dificilmente o processo inteiro terá sucesso, uma vez que um dos profissionais tenha falhado quanto ao que combinou durante o planejamento. Quando se alimenta de conteúdo um blog ou site, por exemplo, normalmente é criada uma rotina de publicações diária ou semanal e é a partir desta rotina que os leitores passarão a visitar este meio de divulgação da instituição.

Portanto, um profissional que não publique mais conteúdos, estará tirando da empresa o internauta que já frequentava aquele espaço, já que ao acessar e perceber que não tem novas informações, não perderá mais tempo procurando e possivelmente achará outro espaço que possua informações similares e inseridas com frequência. Depois, se a mesma quiser reativar as publicações, mesmo que volte a estabelecer um prazo para elas, terá que inserir novos chamarizes para que aquele público que já costumava procurar pelo conteúdo queira voltar a acessar a plataforma.

Duas peças fundamentais no planejamento de marketing: monitorar os procedimentos e saber se relacionar com os clientes.

Depois de todo planejamento feito e as ações acontecendo, é necessário saber monitorá-las. Do contrário, os resultados se tornarão momentâneos e assim não possibilitarão formas deste cliente continuar adquirindo produtos com sua empresa, já que ele não é visto com um diferencial.

Monitorar é preciso porque a empresa investe no marketing para ter melhorias e não só porque tem dinheiro sobrando e não sabe onde investi-lo. Desta forma, ao se buscarem resultados, cada etapa do marketing pode ser fiscalizada para que se tenham bons resultados e se entendam quais são os processos de marketing que têm gerado maiores possibilidades de lucro com custos não tão elevados.

Uma possibilidade de monitoramento é utilizar o ROI, retorno sobre o investimento, para isso. Desta forma, será calculado quanto a empresa ganhou já descontando as despesas que a levaram para este número. Isso significa que se o valor de vendas atual está em três milhões e um milhão é gasto mensalmente em publicidade e um milhão na fabricação do produto, o ROI será de um milhão. Se este retorno sobre o investimento estiver muito baixo, com este controle é possível alterar as formas de propagação da empresa e assim, melhorar os valores recebidos.

Se relacionar bem com o cliente também é peça chave, uma vez que as empresas sabem que manter um cliente é muito mais barato do que adquiri um novo e para que ele seja mantido não é necessário apenas realizar um processo de venda excelente, mas também manter contato depois através da estratégia conhecida como pós-venda.

[contact-form-7 id=”98″ title=”Formulário de contato 1″]

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *