Design thinking, entendendo o conceito

design thinking

A maioria de nós somos sofremos cada vez mais cobranças no trabalho por resultados melhores e desempenhos mais eficientes. E essa busca incessante por melhoras no desempenho acaba aniquilando a possibilidade de testar novos caminhos. O medo de não conseguir atingir as metas e alcançar os objetivos a você atribuídos, acaba fazendo com que, involuntariamente, seguindo pelo caminho já conhecido, mais seguro entre os já testados.

Porém, no ano de 2009, Tim Brown, CEO da Ideo (Uma das empresas mais inovadoras do mundo), compartilhou com o mundo um novo caminho, e isso fez com que sua empresa entrasse na lista das mais inovadoras do mundo. O caminho apresentado por Brown é chamado de “design thinking”, que foi o título dado a seu livro, que fez um tremendo sucesso, vendendo milhares de exemplares ao redor do mundo.

 

Design Thinking, alguns conceitos básicos!

 

Como designer, Tim chegou à conclusão de que um desempenho bom não é necessariamente o suficiente para se resolver determinado problema de algum produto, e que nem em todos os casos, nem mesmo os produtos solucionam problemas dos consumidores.

Ao analisar alguns produtos que ele desenhava a pedido de seus consumidores, Tim chegou à conclusão de que sua capacidade de criação poderia ultrapassar a linha do desenho e ajudar a repensar o negócio sob a perspectiva do consumidor final. Podemos definir como a essência do design thinking alguns aspectos, como:

Insight:

Aprender algo por meio de erros alheios. Quando damos de cara com algum empecilho, é sempre importante lidarmos com ele sem as amarras de se resolver o problema com as soluções que tem como base o jeito tradicional de se pensar.

Mapa Mental:

Podemos definir este tópico como um paradoxo entre o pensamento convergente e divergente. O design thinking nada mais é do que uma jornada por diferentes estados mentais. Nela, é necessário amplificar seu pensamento do lado divergente, tendo um modelo mental de busca de opções, métodos, respostas, soluções, possibilidades

Prototipagem:

Este conceito tem como base a ideia de que você foi construído para pensar. Um protótipo nada mais é do que uma versão física e ainda não completa de determinado produto. Ao construir um protótipo, você pensa com as mãos, podendo analisar e explorar cada detalhe físico daquilo, podendo conhecer novas possibilidades por meio de comparações por diferentes perspectivas.

 

design thinking

 

Pensamento Integrativo:

Tirando a ordem do meio do caos. Pensar integrativamente é uma habilidade muito comum em pessoas que conseguem criar novas soluções tomando como base ideias opostas, ao contrário da grande maioria. Saber aumentar o escopo de uma determinada questão com alta relevância ao problema e resistir a tradicional logica é uma das principais características dos pensadores integradores.

Pensamento Visual:

No design thinkin, o pensamento visual é um tipo de “ciência do guardanapo”. Muitas pessoas apenas conseguem expor ou até mesmo entender determinados assuntos por meio de representações visuais, como gráficos, desenhos, imagens etc. Várias das grandes ideias que conhecemos nos dias atuais foram criadas por meio de um simples esboço de um modelo em um pequeno pedaço de papel. Para se desenvolver um pensamento visual não é necessário saber desenhar, apenas saber expressar sua imagem mental.

 

[contact-form-7 id=”98″ title=”Formulário de contato 1″]

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *